18 de outubro de 2007

Indiferença

Encosta a tua cabeça em meu ombro
o seu insossego precisa de consolo
a dor com dificuldade suporta
busca apenas quem de ti se apiede
para que não sofra na amarga solidão

Afago tua cabeça com a mão
as lágrimas de teu pranto
deixam marcas da triste água
em minha camisa nova de algodão
deixo que busque minha companhia
desejando que os meus braços
te envolvam numa fútil tentativa
de te proteger da dor e da solidão

Isto te acalma?
Isto te consola?
Isto te faz sentir melhor?
A mim não, somente incomoda

Enquanto se ocupa em sofrer
perco minha paciência
aguardo ansioso que se afaste
e desejo que o molhado que fez
em minha veste logo seque

3 comentários:

Helma L.K. disse...

bem vindo ao blogger!

pode deixar que visitarei mais aqui...

bjo

Giselle disse...

Lindo! como tudo que vc faz...
Continue escrevendo Bjos

Anônimo disse...

Gostei desse
a indiferença é algo realmente triste

realmente triste quando acolhemos alguém soh por "obrigação"

mas se torna pior ainda qndo as pessoas agem como se nao tivesem reparado no sofrimento alheio

acho que ninguém é obrigado a gostar de servir de consolo pra alguém mas antes admitir isso doque ser hipocrita.